quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

POEMA DE MARLY DE OLIVEIRA

E L E G I A


Marly de Oliveira*




Teu rosto é o íntimo da hora
mais solitária e perdida,
que surge como o afastar-se
de ramos, brando, na noite.
Não choro tua partida.

Não choro tua viagem
imprevista e sem aviso.
Mas o ter chegado tarde
para o fechar-se da flor
noturna do teu sorriso.

O não saber que paisagens
enchem teus olhos de agora,
e este intervalo na vida,
esta tua larga, triste,
definitiva demora.


_____________________
*Marly de Oliveira nasceu em 11-6-1935, Cachoeiro de Itapemerim-ES, e faleceu no Rio, 1º-6- 2007 Poetisa de grandes recursos estilíscos e culturais, fez uma poesia metafórica e independente da linha de sua geração (1945). Lírica cheia de beleza, obteve prêmios importantes: Alphonsus de Guimaraes (INL), Olavo Bilac (Academia Brasileira de Letras) e outros. Escrevia também em italiano, foi amiga de Ungaretti, na Itália, onde fazia estudos da língua.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...