domingo, 31 de agosto de 2014

AMAR(GARR!...) - POEMA

Chico Miguel de Moura

francisco miguel 
de 
moura - escritor

amargar: amar demais
sem partir-se, de cheio
corpo inteiro a trocar-se
na confusão do enleio

precisar de outro chão
até a alma ouvir sons:
brigas, xingas, trombas
entre alguns frissons

quem ama bate forte
à luz  d’outro magma
emenda carne e sangue
suor, catarro e lágrima

é sentir-se  despido
bebendo de ais flácidos
num bolo  temperado
de amargos doces ácidos...

as vidas sugem ávidas
vermelhas e escondidas
amor,  bicho do mato
bonito, e chato... chato!

_________________________
*francisco miguel de moura, poeta brasileiro, mora em teresina,piauí. endereço eletrônico: franciscomigueldemoura@gmail.com

3 comentários:

Verinha Portella disse...

Boa noite,Mestre!

Parabéns pelo lindo poema postado.
Obrigada por compartilhar.
Um abraço com carinho.
veraportella

Gisa disse...

Mesmo com todas as consequências, amo amar.
Muitos bjs querido amigo

CHIICO MIGUEL disse...

Queridas comentaristas,
Amigas do peito - Verinha e Gisa,
Muito agradecido por sua presença aqui no meu blogue. Espero que nossa pura amizade seja também eterna como é terna. Amem.
Chico

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...