sábado, 6 de agosto de 2011

DE FORA PARA DENTRO


                                              Francisco Miguel de Moura*

 
 
Espanto nas águas:
A liberdade é um todo
Ou conseqüência.

A vida nasce e come
E vive e cresce e chora
E seca e some
E devora...

Ou é devorada!

Nem sólida nem  fluida:
- Volúvel, anárquica.
No fundo e na flor,
A fome escondida.

E  o sujo e o limpo,
No entra-e-sai.  Escorre/dor!
Ou, adeus, vida!
Deus está nas águas
*********** 

Obs.: Teresinka Pereira elogiou muito este poema, inclusive transcreveu parte em artigo sobre a trova. Se o leitor não entendeu, leia o artigo em 
http:/cirandinhapiaui.blogspot.com
*Francisco Miguel de Moura, poeta brasileiro.
E-mail:franciscomigueldemoura@superig.com.br

5 comentários:

Gisa disse...

E nas águas está a vida.
Lindos versos querido poeta
Um grande bj no teu coração

carmen silvia presotto disse...

Deus está nas águas e na criação de teus versos... que poema!

Um abraço amigo e desejo de boa semana.

Carmen.

Malu disse...

Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

CHIICO MIGUEL disse...

Agradeço de coração a oferta, fiz um link normal, mas não sei o que fazer para obter o que você diz, sou ainda muito "acanhado" na internet. Se puder me dar uma lição,
agradeço mais ainda e ficamos mais colegas e amigos.
Já passeei em seu blog e achei muito
interessante.
abraços de amizade
chico miguel de moura

CHIICO MIGUEL disse...

Caminha o silêncio pelas estradas tortas da alma
Entoando uma canção vazia, do nada que somos…

São lindos sus versos acima, que li
num poema do seu blog. E são seus.
Obrigado pela singeleza e profundidade.
Abraços calientes
FRANCISCO MIGUEL DE MOURA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...