sexta-feira, 23 de abril de 2010

CRUELDADE

a bela e a fera, na confusão das línguas


C-R-U-E-L-D-A-D-E

Francisco Miguel de Moura


Nascer – alguém à beira do berço
sem um sorriso de chegada;
morrer – sem olhos tristes, fundos,
mas consoladores, conformados;
viver sem um propósito sequer:
– que seja o de amar sem ser amado.

A vida não é um lindo sorriso,
nem no espelho – não confere
com quem tem o calor de um lar.

A vida será crueldade?

Cruel é o silêncio imposto,
não ter a quem falar ou dizer “ai!”
Cruel é ter a boca e não poder falar,
ouvidos ter e não poder ouvir,
de olhos abertos e nada poder ver...

Cruel é ser alguém e não poder amar.

2 comentários:

Ministério da saúde disse...

Caro blogueiro,

A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e já foi utilizada por mais de 300 países do Hemisfério Norte. Sábado, 24, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação de idosos com doenças crônicas. No entanto, a população das outras etapas - jovens de 20 a 29 anos, grávidas, crianças maiores de 6 meses a menores de 2 anos e doentes crônicos com menos de 60 anos - ainda podem procurar os postos para se vacinar.


Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde

BioHealth disse...

Olá Francisco!
Que bela Crueldade! Adorei a poesia, grandes palavras, parabéns! É ótimo ler coisas boas e interessantes na Internet, obrigada.
Abraços, Paula B. (BioHealth)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...